#11 - O que você pensa quando se fala em saúde mental?


Talvez venha à mente que isso é assunto para pessoas com algum transtorno psíquico. Ou então imaginar que estar sempre feliz é sinônimo de saúde mental.


Se pensou em alguma dessas afirmações, leia o texto até o fim!


Não existe uma definição única, mas a ideia principal está ligada a capacidade de equilíbrio cognitivo e emocional, resultado de nossas vivencias pessoais.


No entanto, ainda são poucas as pessoas que realmente cuidam da sua saúde mental!

Mas por que?


Falar de saúde mental assusta, é um estigma social. Cada vez mais é um desafio para a saúde.


Por um longo período as pessoas com transtornos mentais eram simplesmente banidos do convívio social.

Felizmente esse conceito tem mudado a cada dia que passa! Temos tomado consciência da importância da inclusão e do cuidado com quem sofre com algum tipo de doença mental.


E o fato de não existirem exames que constatem com exatidão como as doenças se desenvolvem atrapalha a compreensão do fenômeno para o público em geral.

Por exemplo, você descobre que é diabético porque fez um exame de sangue e através do exame fica provado e você acredita no diagnóstico, começa a dieta, faz os exercícios físicos e acompanha a evolução.


A questão hoje é repensar saúde mental. Procurar um profissional para discutir e encontrar caminhos mais saudáveis deve ser mais natural, talvez tão natural quanto procurar um clínico para um check-up ou um nutricionista para rever a dieta.


Os cuidados em saúde mental não devem ser vistos como uma necessidade quando o individuo já se encontra em sofrimento, mas sim refletidos como um desejo individual por evolução pessoal, prevenção e qualidade de vida!

Por exemplo, por que não trabalhar saúde mental através da arte ou do yoga?


Quer falar mais a respeito do tema?


Conta com a gente!